PROJETO 

Os alunos com deficiência auditiva/surdos foram esquecidos pelas escolas durante o período de EAD?

SOC02

a-linha-perfeita.png

Ciências Sociais Aplicadas

Autoria:

Maria Júlia Percino Albuquerque, Júlia Satake Couto, Isabella Oliveira Thomazotti Claro

VEJA O PÔSTER

Orientação:

Nicolle Biancardini Reuter, Gabriel Souza do Nascimento

Instituição: 

Colégio Giordano Bruno - São Paulo

CATEGORIAS

a-linha-perfeita.png

RESUMO

Os estudantes surdos, ou com deficiência auditiva, já não eram favorecidos no período “pré-pandêmico”, por isso cogitamos sobre as suas dificuldades e necessidades no ensino à distância. A partir desse problema, elaboramos nossa questão norteadora: Na percepção dos alunos deficientes auditivos/surdos de escolas particulares e públicas, suas escolas adquiriram estratégias durante a pandemia para darem aulas mais eficazes e inclusivas para eles? Nossa metodologia consistiu das seguintes etapas: 1. Leitura de artigos; 2. Entrar em contato com pessoas do meio que trabalham com inclusão para pedir auxílio na divulgação de nosso questionário; 3. Elaboração dos questionários; 4. Entrega dos questionários. As respostas dos alunos e pais de alunos foram divididas entre escola pública e escola particular. Concluímos que as estratégias desenvolvidas durante a pandemia pelas escolas particulares foram mais eficazes e inclusivas em relação às estratégias adquiridas durante a pandemia pelas escolas públicas. Porém, nenhuma delas foi totalmente eficaz e inclusiva.

Palavras-chave: ensino à distância, surdez, deficiência auditiva, pandemia, escolas.

IMG-4132 - MaJu Percino.jpg