PROJETO 

Sustentabilidade na Sociedade Contemporânea: Um Estudo Sobre os Padrões de Consumo da Região do Butantã

HUM04

a-linha-perfeita.png

Ciências Humanas

Autoria:

Ana Clara Martins de Souza Cavalcanti

VEJA O PÔSTER

Orientação:

Gabriel Souza do Nascimento

Instituição: 

Colégio Giordano Bruno - São Paulo/SP

CATEGORIAS

a-linha-perfeita.png

RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo descobrir se é possível uma vida sustentável de acordo com os padrões de consumo da população dos distritos da região do Butantã no contexto da pandemia. Para isso, elaborei três hipóteses: a primeira, de que nos distritos que apresentam renda familiar mais baixa, sim, pois o empobrecimento pode provocar uma redução nos padrões de consumo; A segunda, de que nos distritos que apresentam renda familiar mais baixa, não, pois os moradores desse distrito acabam não tendo acesso à alguns bens culturais e experiências que promovem um ganho de conscientização na população em relação aos seus padrões de consumo; e a terceira, de que nos distritos que apresentam uma renda familiar mais alta, sim, pois os moradores desses distritos têm acesso à bens culturais e experiências que os permitirá construir um capital cultural maior que proporciona uma conscientização em relação aos seus padrões de consumo. Para testar essas hipóteses, foram
aplicados questionários com perguntas referentes à Pegada Ecológica, além de renda familiar e nível de conscientização. Para analisar os dados obtidos com o questionário, foi realizada uma análise comparativa entre os distritos, em que foi avaliado se a renda familiar e o nível de consciência tinham uma influência na Pegada Ecológica de cada distrito. Após analisar os dados, eu pude corroborar a minha primeira hipótese, pois os distritos mais pobres foram os que tiveram os melhores resultados em relação à Pegada Ecológica, e também pude refutar as minhas segunda e terceira hipóteses, pois não foi possível estabelecer uma relação entre renda e nível de conscientização com os dados obtidos.

Palavras-chave: sustentabilidade, Pegada Ecológica, padrões de consumo.

20210930_161724 - ana clara.jpg