PROJETO 

Racismo estrutural no Brasil: influência do maniqueísmo e reflexo do positivismo na sociedade atual

HUM03

a-linha-perfeita.png

Ciências Humanas

Autoria:

Clara Grynberg Serebrenik

VEJA O PÔSTER

Orientação:

Gabriel Moreira Monteiro Bocchi

Instituição: 

Escola Alef Peretz - São Paulo/SP.

RESUMO

O principal objetivo do trabalho é identificar a origem do racismo e quais são os reflexos do racismo estrutural na nossa sociedade atual, e para isso foram utilizados dois conceitos primordiais para entendermos o passado e enxergarmos o seu reflexo no presente. Os primeiros capítulos explicam o conceito de maniqueísmo e a história por trás da trajetória de Maniu Maquineu. Maniu foi um filósofo Persa que desenvolveu a doutrina maniqueísta e transitou por diversas outras religiões até que pode estabelecer a sua própria. Este trajeto juntamente com o contexto histórico da época criou o que chamamos hoje de maniqueísmo. O segundo capítulo do trabalho explica o conceito de positivismo e como esta corrente filosófica contribuiu para o crescimento do racismo estrutural. Augusto Comte (dentre vários outros filósofos) desenvolveu a doutrina positivista, que acredita que a única forma possível de se ter conhecimento legítimo é a ciência. Para que o leitor entenda onde estes conceitos tão antigos se encaixam em nosso mundo contemporâneo, é trazida uma análise de situações reais que ocorreram nos últimos anos, e por meio desses episódios nós somos capazes de identificar as influências do positivismo e do maniqueísmo nos dias de hoje.

Palavras-chave: Maniqueísmo, racismo estrutural, positivismo, doutrina.

Clara.jpg

CATEGORIAS

a-linha-perfeita.png